Então e porquê Crónicas da Barriga? Porque era o nome do blog que queria ter escrito durante a gravidez. Ainda vou a tempo? Não, a miúda tinha quase 4 meses quando o blog começou. E então? Então, nada!
1.11.08

"É difícil amamentar. Embora seja um processo natural. Embora pareça fácil. Embora ames o teu filho mais que tudo no mundo.
O que temos de saber é: queremos ou não amamentar?
Se queremos a regra numero um é fazer ouvidos moucos aos comentários das mães, sogras, amigas... Segue o teu coração. Segue o que sabes é melhor para ti e para o bebé.
Perguntas-me como fazer para ter mais leite. Nada. Não faças nada.
Deixa que o bebé quando tem fome pede. E tu dás. Não esperes não sei quantas horas. A OMS saúde diz que o teu bebé deve mamar quando tem fome. Tu comes quando tens fome.
A tua mãe, sogra, marido e amigas todas, não ficam á espera da hora em que a enfermeira te mandou comer. Vais comer uma sandes, uma peça de fruta. Se tens sede? Não vais beber um copo de água?
Truques para ter leite bom: comer bem. Hidratos de carbono. Massa e pão e cereias. Comer alimentos variados e saudáveis. Apetece-te um doce, come. Apetece-te uma laranja? Come!
Não é preciso beber água demais!
Truques para ter mais leite: estás muito cansada? Descansa.
Truques para ter leite: não dar mais nada.
O teu corpo produz leite. O leite não se acaba. Quando o bebé mama, o teu peito enche novamente. Quanto mais mama mais leite tens.
Consegues fazê-lo. Se quiseres, consegues. Porquê? Proque fazemos isto há milhares de anos. Porque o nosso leite é tão bom, que alguém se lembrou de fazer uma imitação rasca e chamá-la suplemento, que é caro, e que nós vamos comprar para dar um a fingir, quando temos o original, de graça, já aquecido e prontinho...
Somos capazes. Mães famintas, subnutridas em países cheios de dificuldades e fome a sério dão do seu leite aos seus filhos e eles crescem e o leite delas cresce dentro delas.
Elas são capazes.
E tu tens de dizer que também és. Tens de acreditar nisso. Tens de ser mãe e deixar que os outros todos te façam pensar ou sentir que és menos mãe. Tu és a mãe. E dás leite. Leite bom. Leite que chegue.
Acreditas?
Eu acredito."

Eu acredito. Obrigada.

Por R, às 02:57  comentar

De María a 2 de Novembro de 2008 às 08:17
Adoro de paixão este texto. Já o li tantas vezes que qualquer dia o sei de cor. Deu-me alento.

Bjnhos e bem-vinda à blogosfera :)

De R a 2 de Novembro de 2008 às 22:05
Olá, María. Obrigada! Aparece mais vezes.

De Raquel R. a 3 de Novembro de 2008 às 19:27
Adorei o texto!
SUper de acordo!
Amamento há 13m e meio!
Beijokas

De R a 3 de Novembro de 2008 às 22:34
Muitos parabéns, Persiana! Enquanto nos apetecer às duas (e a mim, cheira-me que vai continuar a apetecer-me imenso tempo), vamos continuando, imunes aos comentários da populaça.

De D. a 4 de Novembro de 2008 às 10:26
É tudo verdade, mas a maior parte das pessoas não acredita que é assim tão simples. Continua até vos deixar de apetecer.

Sobre a M.
Nascida a 4 de Julho de 2008, com 3,880 kg, 50 cm e as maiores bochechas do mundo.
Sobre o P.
Chegou a 24 de Setembro de 2010, com 3,380 kg, 48 cm e os olhos mais doces do mundo.
RSS
blogs SAPO