Então e porquê Crónicas da Barriga? Porque era o nome do blog que queria ter escrito durante a gravidez. Ainda vou a tempo? Não, a miúda tinha quase 4 meses quando o blog começou. E então? Então, nada!
27.4.09

Ao fim de um mês de baixa, a A. voltou hoje ao trabalho. Como não sabia se a M. iria reagir bem (afinal, durante este mês, a A. foi apenas uma vez lá a casa), pedi à minha mãe para estar lá.

 

A primeira reacção da M. foi esticar os braços para a A. e alternar entre encostar a cara à dela e olhá-la nos olhos. Contou-me ainda a minha mãe que, há pouco, estava as duas no tapete de actividades e a M. deitou a cara na perna da A. por uns momentos.

 

No meu egocentrismo, a baixa da A. foi uma complicação logística, que nos obrigou a organizar agenda com as avós, adiar reuniões fora e arranjar quem tratasse da parte das limpezas. Nem me lembrei que a M. pudesse ter saudades, não vi a situação pelos olhos dela e fui confrontada com a simples constatação de que, para uma criança, o estatuto não têm grande significado.

Por R, às 13:56  comentar

Sobre a M.
Nascida a 4 de Julho de 2008, com 3,880 kg, 50 cm e as maiores bochechas do mundo.
Sobre o P.
Chegou a 24 de Setembro de 2010, com 3,380 kg, 48 cm e os olhos mais doces do mundo.
RSS
blogs SAPO