Então e porquê Crónicas da Barriga? Porque era o nome do blog que queria ter escrito durante a gravidez. Ainda vou a tempo? Não, a miúda tinha quase 4 meses quando o blog começou. E então? Então, nada!
11.9.09

Segunda-feira, tudo escuro: começo a ouvir a M. a "falar", olho para o relógio e vejo 5.15h. O despertador está programado para tocar daí a meia hora, para ter tempo de dar maminha, arranjar-me e estar no aeroporto às 6.45h.

 

Estranhei logo a hora a que ela acordou (sem chorar e bem disposta, como de costume) e antecipei o pior.

 

Demorei bem mais do que queria porque tive que fazer tudo, com excepção do banho, com a M. ao colo ou agarrada às minhas pernas, num registo peganhento inédito.

 

Na hora da saída, não me restou alternativa senão acordar o desgraçado do J. para ficar com ela, sendo que ele teve quer a arrancar do meu colo à força, por entre gritos de "Mamaãããã" e lágrimas gordas a rolar pela cara abaixo.

 

Fui para Londres com um apertozinho cá dentro, a pensar no que é que teria feito diferente para a M. ter percebido este dia não era igual aos outros e não cheguei a nenhuma conclusão. É certo que me viu sair de mala de viagem, mas a alteração de comportamento tinha começado bem antes.

 

Fui recebida já depois da hora do jantar no dia seguinte com um abraço apertado, mas sem que ela me olhasse nos olhos (pequeno castigo que mereço por ter passado uma noite fora) e a despedida de todas as manhãs desta semana têm sido um pequeno drama.

Por R, às 09:59  comentar

De Antes assim... a 11 de Setembro de 2009 às 15:32
Eles parecem que nos "sentem"... sentem-nos as alegrias e tristezas e a tua princesa deve até ter sentido a tua ansiedade, e foi marcando o território!! Tadita ... de ti e dela... mas depois há sempre muito mimo para compensar, não é?? Eu nem imagino se fosse comigo, ter de me ausentar assim... nem quero pensar nisso amiga!
Beijinhos

Sobre a M.
Nascida a 4 de Julho de 2008, com 3,880 kg, 50 cm e as maiores bochechas do mundo.
Sobre o P.
Chegou a 24 de Setembro de 2010, com 3,380 kg, 48 cm e os olhos mais doces do mundo.
RSS
blogs SAPO