Então e porquê Crónicas da Barriga? Porque era o nome do blog que queria ter escrito durante a gravidez. Ainda vou a tempo? Não, a miúda tinha quase 4 meses quando o blog começou. E então? Então, nada!
7.2.11

Ainda estava grávida quando achei que ia aproveitar os meses em casa não só para mimar o P., como para fazer imensas actividades artísticas com a M.. E, por isso, comprei ufanamente cartolinas de todas as cores, feltro, papel de lustro, papel crepe, cola para papel, cola para bricolage, tesoura para crianças, um sem número de artigos de papelaria que arrumei no armário do quarto deles à espera de inspiração.

 

Acontece que um recém-nascido, mesmo sendo o segundo, dá trabalho; acontece ainda que um recém-nascido e uma criança de dois anos e pouco, menos havendo uma empregada, dão trabalho; acontece também que os planos que fazemos à luz do dia caem por terra depois de uma noite mal dormida; e acontece que o tempo livre entre mudar fraldas, dar maminha, pôr a arrotar, ir à farmácia comprar soro, gazes e cremes, ajudar a almoçar, brincar com o Nenuco e ler histórias parece perfeito para vegetar no sofá fazendo zapping entre os vários canais Fox.

 

Ao fim de cento e trinta e quatro dias, a M. e eu fizémos quatro decorações para a árvore de Natal em feltro, uma colagem de um peixinho colorido e um pato amarelo em cartolina.

 

 

Por R, às 00:56  comentar

Sobre a M.
Nascida a 4 de Julho de 2008, com 3,880 kg, 50 cm e as maiores bochechas do mundo.
Sobre o P.
Chegou a 24 de Setembro de 2010, com 3,380 kg, 48 cm e os olhos mais doces do mundo.
RSS
blogs SAPO