Então e porquê Crónicas da Barriga? Porque era o nome do blog que queria ter escrito durante a gravidez. Ainda vou a tempo? Não, a miúda tinha quase 4 meses quando o blog começou. E então? Então, nada!
24.2.11

Cento e cinquenta e três dias passaram e, apesar da confusão, das fraldas, das birras, da falta de momentos de silêncio, da impossibilidade de estar mais do que cinco minutos dedicada a alguma coisa, soube-me bem estar com os meus filhos.

 

Tal como há dois anos e quatro meses, voltar ao trabalho é outra vez sentir que preciso de estar fora de casa, mas ficar com o coração apertado por poder perder alguns momentos importantes. É saber-me bem vestir uma roupa catita para ir trabalhar, mas sentir um nó no estômago quando ouço que o P. chora desalmadamente assim que vê o biberon. É ter vontade de beber o café do meio da manhã e saber as cusquices do escritório, mas saber, bem lá no fundo, que a M. e P. estão-se nas tintas para a minha realização profissional e o que queriam mesmo era que tudo continuasse como nestes últimos cento e cinquenta e três dias.

Por R, às 00:14  comentar

De Raquel R. a 24 de Fevereiro de 2011 às 14:18
Bom regresso ao mundo do trabalho!!!
;-)

Sobre a M.
Nascida a 4 de Julho de 2008, com 3,880 kg, 50 cm e as maiores bochechas do mundo.
Sobre o P.
Chegou a 24 de Setembro de 2010, com 3,380 kg, 48 cm e os olhos mais doces do mundo.
RSS
blogs SAPO