Então e porquê Crónicas da Barriga? Porque era o nome do blog que queria ter escrito durante a gravidez. Ainda vou a tempo? Não, a miúda tinha quase 4 meses quando o blog começou. E então? Então, nada!
20.11.08

Na segunda-feira de manhã, fizémos a mala, ou melhor dito, o malão. Sim porque viajar com um bebé, mesmo que seja apenas por duas noites, involve malão: fraldas, mudas de roupa (muuuuitas), saco para o frio que encaixa no ovo, produtos de higiene, toalha de banho, chuchas, gorro, luvas, babetes e mais uma infinidade de coisas.

 

Na ida para o aeroporto, a revisão mental de tudo o que arrumámos e a dúvida sobre o que falta e quando lá chegámos..."Esqueci-me das toalhitas!" (FYI, não se vendem toalhitas no aeroporto de Lisboa).

 

No balcão do check-in, dizem-nos que conseguiram dar-nos lugares juntos (mas alguém sabia que havia hipótese de não ser assim?).

 

Já no avião (meio vazio por sinal), convencemos a tripulação a deixar entrar o ovo que a rapariga já pesa 7 kgs e a dormir parece pesar mais 10. Mamoca quando levantámos, sonhos de cor-de-rosa depois e mais mamoca quando aterrámos e, de repente, chegámos a Genève.

 

O frio não assustou a M. que, desde que esteja ao pé dos pais e bem alimentada, tanto lhe faz estar em casa dela, como num hotel chique na Suiça.

 

Eu lá fui assistindo à minha formação, o J. foi inventando mil e uma maneiras de entreter um bebé de quatro meses e meio que dorme pouco durante o dia, os coffee-breaks passaram a milk-breaks (a M. já experimentou o verdadeiro conceito de fast food, dado que intervalos de dez minutos não são breastfeeding friendly) e ainda deu para ela fazer umas gracinhas para os meus colegas no intervalo do almoço.

 

O regresso foi igualmente pacífico, apenas com uma pequena birra de sono; depois do banho, a M. estava de tal modo esgotada que adormeceu sem mamar e só acordou às cinco e meia da manhã.

 

Em suma: o J. ganhou (ainda) mais cabelos brancos, eu aprendi imensas coisas sobre financial statements e a M. fez a sua primeira viagem de avião.

Por R, às 16:49  comentar

De rita a 21 de Novembro de 2008 às 10:51
Foi canja, portanto. A M. já está pronta para uma viagem de longo curso :)
Bjs

De R a 23 de Novembro de 2008 às 01:01
Ela sim... nós não!!!

Sobre a M.
Nascida a 4 de Julho de 2008, com 3,880 kg, 50 cm e as maiores bochechas do mundo.
Sobre o P.
Chegou a 24 de Setembro de 2010, com 3,380 kg, 48 cm e os olhos mais doces do mundo.
RSS
blogs SAPO