Então e porquê Crónicas da Barriga? Porque era o nome do blog que queria ter escrito durante a gravidez. Ainda vou a tempo? Não, a miúda tinha quase 4 meses quando o blog começou. E então? Então, nada!
4.12.08

Não durmo com ela na cama, mas dou de mamar e vou continuar a dar até nos apetecer; ela fica com a empregada, mas como-a com beijos quando chego a casa; não verti uma única lágrima quando a deixei em casa para ir trabalhar, mas gosto de falar de bebés com outras pessoas; não ponho fotos dela na blogosfera, mas quando me apetece, grito ao mundo que a adoro... estou no grupo das doentes ou das self-proclaimed cool mums? E onde está a fronteira, quando é que se passa a mãe negligente? Como é que se pode generalizar uma coisa tão íntima como ser mãe? Eu adoro o meu trabalho, adoro as minhas amigas, adoro estar sozinha com o meu marido, mas posso bem adiar tudo isso uns meses... conto com eles o resto da vida, mas daqui a uns tempos a minha filha deixa de ser bébé.*

 
 
*A propósito deste post e porque não consigo deixar comentário no dito blog.
 
Por R, às 22:30 

De R a 5 de Dezembro de 2008 às 21:57
Rita,

O meu ponto é que a Rititi cai naquilo que critica: só porque amamento, tenho que ter bigode e não tenho vida própria? Por que é que quem amamenta mais do que um mês tem que ser pirada? Nessa lógica, eu também podia achar "histérica" e "maluca" a quem chora no primeiro dia que deixa os filhos para ir trabalhar (podia, mas não acho, simplesmente, a mim não me deu para isso).
Insisto um bocado no tema da mama, porque, como se pode perceber pelo blog, eu acho importante (e bom) amamentar (by the way, o pediatra da M. concorda). E quem não acha importante, está objectivamente mal informado, mas quem não acha bom, está no seu direito.

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Sobre a M.
Nascida a 4 de Julho de 2008, com 3,880 kg, 50 cm e as maiores bochechas do mundo.
Sobre o P.
Chegou a 24 de Setembro de 2010, com 3,380 kg, 48 cm e os olhos mais doces do mundo.
RSS
blogs SAPO